quinta-feira, janeiro 28, 2010

Em Lisboa eu era uma viciada em cinema. Desde os movies ao cinema, eu estava sempre lá. Na diáspora faz-me falta o cinema. a Figueira da Foz só tem movies e em Coimbra chegam apenas alguns dos bons filmes de autor. (E Coimbra fica a 40 minutos)

No fim de semana passado, no Porto, por milagre conseguimos ver 2 filmes (já não íamos ao cinema desde as férias).

O Laço Branco e Avatar - Os 2 géneros citados no seu explendor. Saboreei cada pedaço do Laço Branco, sentindo-me privelgiada por poder ver uma obra de arte: o ritmo, a contenção, a beleza o horror, o descoberto e o que nunca saberemos, fazem deste filme um inesquecível a que é obrigatório voltar.
km
Avatar é um movie, para pipocas e snacks. (Detesto aquela coisa de ter que pagar 2€ por uns óculos emprestados e que até fazem doer os olhos, mas pronto... ) O filme uma espécie de bio-western onde índios-peles-azuis-gatos-bons selvagens se batem pela sobrevivência da mãe-floresta contra o vil e ganancioso homem branco, cumpre a função do 1º episódio da saga que virá: Entretém.
mmm
Ninguém faz filmes de entretenimento como os americanos. Ninguém faz obras de arte como os europeus. E fazem-me falta os dois tipos.

2 Comments:

Blogger ceder said...

O que eu estranho nos post da candidata a pastora é que no tópico livro favorito, não menciona o nº1(Bíblia), a qual não se questiona está escrito é cumprir ou não.

11 fevereiro, 2010 11:58  
Blogger Sr.Nunes said...

bom dia!
queira desculpar a invasão, mas é para comentar sobre o Avatar..

ou seja, cheguei a casa e pus em uso a velha tecnologia VHS para ver.. Pocahontas!

ou seja.. são a mesma coisa, em termos de conteudo! =)

cumprimentos!

21 fevereiro, 2010 13:40  

Enviar um comentário

<< Home